Porcelanato que imita ferrugem

O estilo industrial-vintage tomou conta da decoração nos últimos tempos, e com isso, alguns elementos que antes não eram nada decorativos entraram em cena. A textura do ferrugem, por exemplo, é uma delas.

E acredite, com a combinação certa, a textura de ferrugem traz sofisticação, e pode valorizar seu banheiro. Os porcelanatos que imitam a textura de ferrugem fazem o trabalho decorativo, além de serem fáceis de instalar e duráveis.

Os porcelanatos de aspecto enferrujado ajudam a entregar uma textura ao ambiente, e a combinação pode deixar ele com aspecto retro, moderno e ainda com um toque aconchegante.

Veja exemplos de banheiros com pisos e paredes revestidos com porcelanato que imita ferrugem:

Parede com revestimento de porcelanato que imita textura de ferrugem

Parede com revestimento de porcelanato que imita textura de ferrugem

Piso com aspecto enferrujado

Piso com aspecto enferrujado

Revestimento e piso com porcelanato enferrujado

Revestimento e piso com porcelanato enferrujado

Revestimento e piso com porcelanato imitando ferrugem

Revestimento e piso com porcelanato imitando ferrugem

Textura enferrujada na parede do banheiro

Textura enferrujada na parede do banheiro

Porcelanato que imita couro

O couro é um material nobre, que confere certo glamour e sofisticação – principalmente usado na decoração de ambientes. Pouco ecológico, porém, e nunca amigo de umidade, o couro sempre passou bem longe dos banheiros.

Revestimentos cerâmicos que imitam couro

Revestimentos cerâmicos que imitam couro

Porém, se você ama couro, agora pode colocá-lo em seu banheiro com os porcelanatos que imitam a textura do couro. Em muitas cores e formatos os porcelanatos hd imitam o couro com perfeição.

Veja o efeito que os porcelanatos que imitam couro podem trazer ao seu banheiro:

Banheiro revestido de porcelanato imitando couro

Banheiro revestido de porcelanato imitando couro

Porcelanato que imita textura de couro

Porcelanato que imita textura de couro

Revestimento de parede que parece couro

Revestimento de parede que parece couro

Porcelanato retificado é melhor?

Um porcelanato (ou até mesmo um piso) ser retificado diz respeito ao aspecto de suas bordas. Retificados, como o nome diz, tem bordas retas – ao contrário dos porcelanatos não retificados, que são chamados “bold”.

Porcelanato retificado unifica o visual

Porcelanato retificado unifica o visual e dispensa muito rejunte em sua instalação

De modo geral, os porcelanatos se diferem dos pisos convencionais por serem compostos cerâmicos de maior qualidade e durabilidade – divergindo inclusive em sua materia prima principal: enquanto são feitos de massa de argila branca, as cerâmicas tradicionais usam argila vermelha.

No caso do tipo de borda, os retificados são mais valorizados no mercado porque seu acabamento – usando as chamadas juntas secas – são mais primorosos. Isso porque os porcelanatos retificados devem ter juntas de dilatação bem pequenas, normalmente 1mm. Já os pisos ou porcelanatos com bordas tradicionais costumam precisar em média de 8mm de dilatação.

Nesse aspecto, o retificado se torna uma excelente escolha porque além de mais bonito economiza na quantidade de rejunte necessária e evita problemas que podem ser causados por bordas de dilatação mais largas, como, por exemplo, mofo ou escurecimento no rejunte.

Porcelanato que imita mármore ou granito

A pedras naturais, como mármore e granito são materiais nobre e agregam alto valor aos imóveis. Mas além do preço, compatível com a sua sofisticação, são mais suscetíveis à manchas e com o tempo, corre o risco de ficar poroso (principalmente o mármore). Com o surgimento dos porcelanatos que imitam mármore e porcelanatos que imitam granito, é possível ter uma opção de manutenção mais simples no piso da sua casa.

Instalados, as diferenças não são visíveis – já no preço, podem ser significativas. Embora o preço do mármore e outras pedras varie muito no Brasil devido à região, os porcelanatos mais nobres, em medidas a partir de 100×100 custam a partir de 160 reais o metro quadrado. Dependendo do mármore ou granito, a mesma peça sai em torno de 400 a 1200 reais.

O efeito fica muito bonito e com as juntas secas as diferenças ficam praticamente imperceptíveis. As opções vão desde às versões de pedra polida aos acabamentos rústico, com textura e variações de cores e manchas.

Veja as fotos dos porcelanatos imitando mármore e granito:

Porcelanato imitando mármore travestino polido

Porcelanato imitando mármore travestino polido

Porcelanato que imita granito

Porcelanato que imita granito

Porcelanato que imita madeira

Os porcelanatos viraram a nova sensação da decoração. Depois da chegada da impressão HD, os porcelanatos podem replicar a textura e o visual da madeira e outros materiais. A maior vantagem do material sobre a madeira natural: fácil instalação, fácil manutenção e altíssima resistência à água.

Os porcelanatos que imitam madeira podem ter várias finalidades, sendo instalados em cozinhas, banheiros, paredes e até mesmo em áreas internas como quartos. Alguns, inclusive, são atérmicos e não proporcional o “toque frio” das peças cerâmicas.

Algumas marcas oferecem uma ampla gama de porcelanatos imitando madeira, desde os que parecem madeira de demolição, até aqueles que mais se parecem com tacos instalados. Outros podem ser utilizados no lugar de decks para piscina, tendo inclusive acabamentos antiderrapantes.

Os preços, que no lançamento do produto eram bastante altos – comparando com o preço da madeira maçica instalada, estão mais democráticos e variam entre 60 a 200 reais o metro quadrado.

Veja algumas aplicações:

Porcelanato que imita madeira no deck da piscina

Porcelanato que imita madeira no deck da piscina

Parece piso de madeira mas é porcelanato

Parece piso de madeira mas é porcelanato

Porcelanato estilo madeira no banheiro

Porcelanato estilo madeira no banheiro

Porcelanato imitando madeira de demolição revestindo a parede

Porcelanato imitando madeira de demolição revestindo a parede

Porcelanato reproduz os tons e texturas da madeira de demolição

Porcelanato reproduz os tons e texturas da madeira de demolição

Pisos sem rejunte

Quer colocar um piso na sua casa mas quer evitar o rejunte? Existem algumas opções possíveis para sua obra. A escolha final vai depender do efeito esperado, preço e tipo de ambiente que você vai usar.

Conheça as opções possíveis:

1. Juntas secas: A técnica permite a instalação de granitos, porcelanatos e outras pedras que vem retificadas de fábrica, sem a necessidade de se usar rejunte. As peças são assentadas quase sem espaço, uma vez que esses materiais dispensam as juntas de dilatação.

2. Cimento queimado: A depender da área, o cimento queimado pode ser utilizado sem a necessidade de juntas. Porém, deve-se procurar mão de obra altamente especializada, pois a condição do contrapiso e o trabalho realizado pode ficar com rachaduras em caso de dilatação.

3. Resina: As resinas além de alto nivelantes dão sensação de amplitude pois permitem a aplicação homogênea da cor escolhida, criando um efeito contínuo bastante bonito.

4. Granilite: A granilite é uma combinação de resina e granito moído, altamente resistente, deve ser instalado por mão de obra especializada e pode ser aplicado na versão polida e fulget, mais áspera e indicada para áreas molhadas por ser antiderrapante;

Pisos sem rejunte ampliam o ambiente e dão efeito sofisticado

Pisos sem rejunte ampliam o ambiente e dão efeito sofisticado

O que são pisos e porcelanatos retificados?

O porcelanato já é um item de qualidade superior em comparação com o piso de cerâmica. Ele é feito com matéria branca e mais nobre – a porcelana – (a massa de cerâmica comum é de matéria vermelho). Por definição, o porcelanto já tem um grau de absorção de água menor que cerâmica . Assim, a porcelana é mais “à prova d’água” do que a cerâmica.

Por serem mais nobres e mais maleáveis em sua produção, é muito comum que os porcelanatos já venham retificados, por isso muitas pessoas confundem essa como uma das propriedades do mesmo. No entanto, é possível encontrar pisos cerâmicos retificados e porcelanatos não retificados.

Mas então, o que define um piso ou porcelanato como retificado? Simples: o corte da borda em cada peça. Os retificados tem borda plana, mais reto do que o não retificado, chamados de “bold”, o que significa que você pode usar menos rejunte nos azulejos, fazendo as chamadas juntas secas. Uma informação interessante é que essas peças não costumam ter juntas de dilatação, do contrário o efeito obtido seria anulado pela necessidade de espaçamento.

Assim, as peças exigem pouca argamassa em sua aplicação e criam efeito visual mais bonito, deixando a impressão de serem um piso contínuo, ficando com suas divisórias quase imperceptíveis.

Porcelanato retificado unifica o visual

Porcelanato retificado unifica o visual

Diferença entre porcelanatos e revestimentos retificados e bold

Porcelanatos, pisos e revestimentos podem ser retificados ou bold. A diferença entre eles irá determinar a forma como eles serão aplicados e como ficará o acabamento. Vamos entender as diferenças entre os dois tipos de produto.

No caso dos revestimentos e pisos retificados, após a queima, a placa cerâmica passa por um processo de corte nas laterais feito por rebolos de diamante e que garantem dimensões finas e precisas, permitindo um alinhamento completo durante a instalação. Com esse tipo de recorte, é possível assentar o material encostando-se as peças umas nas outras.

Porcelanatos retificados podem ter divisões quase imperceptíveis

Porcelanatos retificados podem ter divisões quase imperceptíveis

Também chamadas de juntas secas, esse é o tipo de acabamento onde o material fica rente um no outro, observando que, na prática, deve-se manter um espaçamento mínimo de pelo menos 1,5 mm para dilatação e a argamassa deve ser super flexível.

Já o bold é o produto tradicional e aquele que não passou pelo processo de corte de rodas, por isso não possui em suas laterais sua superfície tão precisa quanto o retificado, portanto, são materiais que têm preço mais acessível devido à simplicidade de sua produção. Estes produtos devem sempre ser assentados junto com um mínimo de 3 mm ou o que é especificado pelo fabricante .

Porcelanato imitando cimento queimado

O cimento queimado é uma opção com ares industriais que de uns tempos para cá, conquistou o coração de muitos amantes da decoração. De opção popular e barata, se tornou um acabamento sofisticado, mas que tem suas mazelas.

A dificuldade em se achar mão de obra qualificada para a aplicação, a manutenção para evitar rachaduras e o tempo para que o piso seja “curado” são os principais fatores que desanimam quem procura esse efeito para revestir banheiros.

Por isso, além das opções de misturas pré-fabricadas, como o tecnocimento, as empresas de cerâmica passaram a oferecer placas de porcelanato que imitam o efeito visual do cimento queimado, porém conferem praticidade na instalação e manutenção – e são a prova de trincas.

Como o porcelanato normalmente não exige espaçamento entre as peças, o efeito de continuidade é possível. Para a escolha para as áreas molhadas, no entanto, um cuidado especial deve ser tomado: evite os acabamentos muito lisos e pouco porosos, pois com o contato da água podem ficar escorregadios.

Nesse banheiro, o porcelanato tipo cimento queimado foi usado no piso e na parede

Nesse banheiro, o porcelanato tipo cimento queimado foi usado no piso e na parede

porcelanato-imitando-cimento-queimado

As placas de porcelanato instaladas sem espaçamento dão o efeito cimento queimado

evite-areas-molhadas-se-o-acabamento-for-muito-liso

No chão do banheiro, o porcelanato imita o cimento queimado, mas fica fora da área do box

na-versao-60x60-o-porcelanato-cimento-nao-tem-emendas

Na versão 60cm x 60cm o porcelanato de cimento queimado sem emendas promove o efeito contínuo

pecas-grandes-de-porcelanato-cimento-queimado

Para banheiros maiores pode se abusar das placas grandes de porcelanato no piso e paredes, que se aproximam ainda mais do acabamento original do cimento queimado