Rodameio no revestimento do banheiro

Ainda incomuns nos banheiros, os rodameios vem ganhando pouco a pouco espaço na decoração das áreas de banho. A ascensão dos rodameios tem muito a ver com a tendência recente, de evitar revestir toda a altura do banheiro com cerâmicas, fazendo assim o acabamento e a separação entre duas partes.

Com azulejos até a metade, acabados com rodameios ou mesmo com rodameios em madeira, os banheiros ganham um ar provençal. As versões com pedra, como mármores e granitos são mais sofisticados. E com os próprios azulejos, os rodameios também podem ser feitas com a tradicional faixa de cerâmica.

Além de dar acabamento, os rodameios quebram a monotonia do espaço e criam uma informação visual interessante. Veja imagens de banheiros com rodameios em vários estilos:

Rodameio em madeira branca em clima provençal

Rodameio em madeira branca em clima provençal

Rodameio feito com revestimento criando contraste

Rodameio feito com revestimento criando contraste

Faixa de pastilhas cria rodameio na parede

Faixa de pastilhas cria rodameio na parede

Rodameio ajuda a dar acabamento no azulejo

Rodameio ajuda a dar acabamento no azulejo

Todo feito em madeiras, rodameio funciona em lavabos

Todo feito em madeiras, rodameio funciona em lavabos

Feito em mármore, rodameio em banheiro cria sofisticação

Feito em mármore, rodameio em banheiro cria sofisticação

Rodameio de madeira em banheiro

Rodameio de madeira em banheiro

 

Revestimentos estampados para banheiro

Quem gosta de banheiros com personalidade pode aproveitar os diversos modelos de porcelanatos e cerâmicas estampados para decorar o banheiro. Existem muitos estilos diferentes para quem quer colocar essas estampas em casa.

De revestimentos cerâmicos florais, a pastilhas com impressão digital e mesmo peças cerâmicas menores com padrões e texturas repetitivos, as opções são muitas. Podem ser usados em toda uma parede, em uma faixa ou mesmo uma peça única na decoração.

Na hora de comprar um revestimento estampado, deve-se dar atenção ao preço. Por serem peças exclusivas, os revestimentos costumam ser vendidos em peças individuais, ao invés de serem vendidos por metro trazem preços em unidades.

Vejas alguns exemplos de banheiros decorados com revestimentos estampados:

Pastilhas estampadas com impressão digital

Pastilhas estampadas com impressão digital

Faixa de azulejos florais estampados

Faixa de azulejos florais estampados

Estampas geométricas trazem personalidade ao banheiro

Estampas geométricas trazem personalidade ao banheiro

Estampa solitária no box faz charme no banheiro

Estampa solitária no box faz charme no banheiro

Azulejos de rosa intercalados com peças clean

Azulejos de rosa intercalados com peças clean

Instalar primeiro o piso ou o azulejo?

Mais uma dúvida comum na hora de revestir os banheiros: o que devemos assentar primeiro – pisos ou revestimentos? Claro que para tudo na construção, a resposta depende.

Instalação de pisos e azulejos

Instalação de pisos e azulejos

O mais adequado é instalar o piso, fazendo o revestimento começar somente acima da linha do mesmo. Se o revestimento for até o teto, o ideal é começar de baixo para cima, de forma a deixar o acabamento e possíveis diferenças e recortes para a parte mais alta da parede. No entanto, se a junção entre piso e parede ficar oculta por algum móvel, é aceitável utilizar a ordem inversa.

A norma técnica (NBR 13753/96), porém, discorre que o assentamento de peças cerâmicas deve ser feito baixo para cima, de fiada em fiada. Apesar disso, o profissional pode decidir de começa de uma das laterais ou do centro – e isso também depende de qual parte da parede é o centro das atenções em seu banheiro. A escolha deve sempre começar das áreas mais visíveis, deixando o arremate – quando as peças são recortadas – para áreas mais ocultas.

Antes de fazer, entretanto, vale a pena tentar definir a paginação em escala menor para evitar erros e decidir a melhor opção.

Escolhendo revestimento: pastilha ou azulejo?

Mais uma dúvida comum para quem está construindo é decidir entre pastilhas ou revestimentos. As pastilhas ganharam mais adeptos nos últimos tempos, mas ainda levantam questionamentos sobre sua manutenção, uma vez que por serem peças menores tem maior área de rejunte.

As frestas, principalmente nas áreas molhadas do box, expõem o revestimento a mais umidade, e sob esse aspecto, peças maiores de azulejo ou pastilhas maiores são mais recomendadas. Entretanto, as pastilhas pequenas tem a vantagem de serem mais maleáveis, evitam a necessidade de corte e com isso geram melhor efeito visual. Fica perfeitas, por exemplo, para revestir paredes curvas ou paginações de pisos com desenhos arredondados.

Em contrapartida, quando utilizadas sob áreas molhadas, basta que se tome o cuidado de escolher os materiais adequados para se fazer o rejunte, com ação anti-mofo ou mesmo a solução epóxi.

 

Por isso, a resposta é simples: entre pastilhas e azulejos a melhor escolha… depende. Desde o tipo de paginação, tempo esperado até a manutenção e principalmente – qual dos dois agradará mais os moradores.

Combinado com pastilhas o cimento queimado fica mais contemporâneo

Ao contrário do que se pensa, pastilhas podem funcionar bem em áreas molhadas

Revestimento de pedras naturais para banheiro

Os revestimentos de pedras naturais são muito interessantes, embora tenham perdido espaço diante da facilidade e opções dos revestimentos e de porcelanatos. As pedras variam de preços e disponibilidade de acordo com a região.

As pedras mais comuns em revestimento são a pedra são tomé, a pedra mineira, a pedra goiana, pedra sabão, a ardósia, entre outras. Podem ser aplicadas em cortes padronizados, quadrados ou retangulares, filetes e mosaicos – neste último, acabam criando efeito mais nobre pois se diferenciam de outros tipos de revestimento.

Como são naturais, a coloração das pedras varia muito, porém, é possível comprar as “pedras selecionadas” que apresentação cores mais homogêneas. Quanto mais homogênea, entretanto, maior o preço do metro quadrado das pedras.

Veja algumas ideias de banheiros com pedras naturais:

Revestimento do box do banheiro feito com canjiquinha em pedra sabão

Revestimento do box do banheiro feito com canjiquinha em pedra sabão

Banheiro com quartzito ou pedra são tomé

Banheiro com quartzito ou pedra são tomé

Pedra sabão e deck combinados em banheiro

Pedra sabão e deck combinados em banheiro

Banheiro revestido em pedra sabão

Banheiro revestido em pedra sabão

O mosaico de pedra são tomé é um revestimento nobre para banheiros

O mosaico de pedra são tomé é um revestimento nobre para banheiros

Posso usar o piso para revestir a parede?

Quando estamos escolhendo pisos e revestimentos para uma reforma, a quantidade de opções sempre surpreende e confunde. Mas no caso dos revestimentos, nunca há sempre tantas opções quanto para os pisos.

Por isso, muitas pessoas se perguntam se é possível utilizar pisos para revestir a parede – ou porque encontram modelos que lhes agradam ou porque pretendem utilizar o mesmo revestimento em paredes e chão para efeito de amplitude do banheiro.

A resposta é simples e passa pela principal diferença entre eles: pisos são cerâmicas com maior resistência aos atritos, e por tanto, podem aguentar peso sobre elas. Por isso, na hora de escolher uma peça, ela trará a informação de seu PI – ou seja – qual sua resistência. Ou seja, pisos podem sim ser utilizados em paredes, porém revestimentos jamais devem ser utilizados no chão.

Revestimento e piso com porcelanato enferrujado

Exemplo de banheiro que utiliza o mesmo piso no chão e nas paredes

Porcelanato imitando ladrilho hidraúlico

Os ladrilhos hidráulicos ficam muito bonitos em qualquer decoração de banheiro. Seu charme retrô tornam os ambientes aconchegantes, e suas cores e estampas conferem personalidade.

Os ladrilhos hidráulicos, entretanto, possuem método de fabricação artesanal, feitos manualmente um a um e por isso são cada vez mais raros e caros para se utilizar. No entanto, amantes do efeito agora tem mais opção: no mercado já existem modelos de porcelanato que imitam o ladrilho hidráulico, com preço mais acessível e o mesmo visual.

Os porcelanatos tipo ladrilho hidráulico foram feitos com cuidado que reproduz até mesmo a superfície levemente desbotada que as peças originais apresentam. Já existem diferentes modelos disponíveis para a venda, desde os que tem o mesmo tamanho dos ladrilhos tradicionais até as peças maiores, que facilitam a instalação.

Veja alguns exemplos de porcelanatos que imitam ladrilho hidráulico:

Porcelanato combina ladrilhos hidráulicos no estilo patchwork

Porcelanato combina ladrilhos hidráulicos no estilo patchwork

À moda antiga: porcelanato faz as vezes de ladrilho hidráulico

À moda antiga: porcelanato faz as vezes de ladrilho hidráulico

Porcelanato combina estampas de ladrilho hidráulico

Porcelanato combina estampas de ladrilho hidráulico

Como fazer mosaico de pastilhas

Como fazer mosaico para banheiro

Como fazer mosaico para banheiro

No último post falamos sobre ideias inspiradoras para utilizar mosaicos de pastilha em seu banheiro. Para os amantes do faça você mesmo, a técnica é bastante simples e pode ser feita conforme a criatividade mandar.

Veja o passo a passo e aprenda como fazer um mosaico de pastilhas:

1. Escolha a superfície que deseja aplicar o mosaico. Pode ser aplicado no MDF ou no cimento – e portanto, pode ser usado para decorar móveis ou paredes em seu banheiro.

2. Escolha o desenho. Se você não tem muita experiência, vale a pena escolher desenhos que não implicam em recortar as pastilhas – portanto, fuja de cantos arredondados e outros tipos mais complexos. Caso queira se arriscar é imprescindível: óculos de proteção e um torquês para partir as peças.

3.  Imprima ou transfira o desenho para um papel, no tamanho real que deseja aplicar.Transfira as pastilhas para o desenho, pouco a pouco e monte o quebra-cabeças antes de aplicar de vez na parede.

4. As pastilhas vem em telas de nylon, que você deverá cortar na hora de montar seu desenho, separe o mínimo possível para evitar que as pastilhas escorreguem e fiquem desalinhadas umas coisas as outras.

5. Utilize uma tela de nylon nova, maior que a área do desenho, organizando as pastilhas como deseja. Com o desenho pronto aplique cola branca para fixar as pastilhas na tela e aplique uma camada de plástico insulfim (o mesmo que usamos para armazenar alimentos) e facilitar a instalação.

6. Com a tela seca basta aplicar argamassa para colar as pastilhas e rejuntes. Não remova o plástico até que seja o momento para aplicação do rejunte. Para conseguir outro efeito os rejuntes podem ser pintados da mesma cor que o desenho.

Mosaico de pastilhas na parede do banheiro

O mosaico é uma arte milenar, famosa em toda a Europa e consagrada no Império Bizantino. De lá pra cá, ele deixou de ser uma arte distante e passou a habitar os pequenos templos das casas: os banheiros.

Com as pastilhas, além de mais fáceis eles ficaram acessíveis – uma vez que não requerem mais fragmentos de pedras ou vidros, difíceis de encontrar e mais perigosos de se trabalhar. Com boa vontade e um pouco de paciência é possível fazer mosaicos lindíssimos para dar o ar da graça em seu banheiro.

As pastilhas de vidro ou as cerâmicas podem ser trabalhadas de forma a criar desenhos abstratos ou não, ajudando na decoração de banheiros de vários temas.

Agora veja ideias inspiradoras de mosaicos em banheiros e mãos à obra!

Efeitos florais feitos com pastilhas em mosaico

Efeitos florais feitos com pastilhas em mosaico

Efeito degradê com moisaco de pastilhas

Efeito degradê com moisaco de pastilhas

Arte no banheiro? Também dá com mosaicos de pastilha

Arte no banheiro? Também dá com mosaicos de pastilha

Banheiro pixelado: mosaico de pastilha do chão ao teto

Banheiro pixelado: mosaico de pastilha do chão ao teto

Para os geeks: mosaicos em versão 8bits no banheiroPara os geeks: mosaicos em versão 8bits no banheiro

Para os geeks: mosaicos em versão 8bits no banheiro

Como calcular quantidade de azulejos para revestir o banheiro

Medir a área que se quer revestir é o primeiro passo

Medir a área que se quer revestir é o primeiro passo

Uma dúvida muito frequente na hora de comprar cerâmicas e revestimentos é saber fazer o cálculo correto da quantidade de azulejos ou pisos que será necessária. Apesar disso, a tarefa é simples e só requer trena, papel e caneta e um pouco de atenção.

O primeiro passo é medir a área que se quer revestir – se pretende utilizar materiais diferentes no piso e paredes, vale a pena sempre separar as medidas – isso ajudará na hora de calcular considerando a diferença de tamanho entre peças cerâmicas diferentes.

Hoje em dia, é muito comum evitar revestimentos até o teto, revestindo em maior altura somente a área do box – se for esse o seu caso, considere a altura de 1.90 mt (medida padrão para a área molhada) e a altura que desejar para a parte seca. Com a medida da área em mãos, calcule mais 10% para as perdas, mais 5% caso opte por paginação diagonal (implica em mais recortes e mais perdas) e mais 5% a 10% se pretende utilizar a própria cerâmica para o rodapé.

Com a área em mãos, decida a peça cerâmica que deseja utilizar no piso ou parede – apesar de virem com preço a metro quadrado, a maioria delas é vendida em caixas com metragem pré-definida. Por isso é necessário dividir a metragem total pela metragem que vem em cada caixa e ter assim o número de caixas que você deverá comprar.

Veja mais posts:

1 2 3 4 10