Instalar primeiro o piso ou o azulejo?

Mais uma dúvida comum na hora de revestir os banheiros: o que devemos assentar primeiro – pisos ou revestimentos? Claro que para tudo na construção, a resposta depende.

Instalação de pisos e azulejos

Instalação de pisos e azulejos

O mais adequado é instalar o piso, fazendo o revestimento começar somente acima da linha do mesmo. Se o revestimento for até o teto, o ideal é começar de baixo para cima, de forma a deixar o acabamento e possíveis diferenças e recortes para a parte mais alta da parede. No entanto, se a junção entre piso e parede ficar oculta por algum móvel, é aceitável utilizar a ordem inversa.

A norma técnica (NBR 13753/96), porém, discorre que o assentamento de peças cerâmicas deve ser feito baixo para cima, de fiada em fiada. Apesar disso, o profissional pode decidir de começa de uma das laterais ou do centro – e isso também depende de qual parte da parede é o centro das atenções em seu banheiro. A escolha deve sempre começar das áreas mais visíveis, deixando o arremate – quando as peças são recortadas – para áreas mais ocultas.

Antes de fazer, entretanto, vale a pena tentar definir a paginação em escala menor para evitar erros e decidir a melhor opção.

Posso usar o piso para revestir a parede?

Quando estamos escolhendo pisos e revestimentos para uma reforma, a quantidade de opções sempre surpreende e confunde. Mas no caso dos revestimentos, nunca há sempre tantas opções quanto para os pisos.

Por isso, muitas pessoas se perguntam se é possível utilizar pisos para revestir a parede – ou porque encontram modelos que lhes agradam ou porque pretendem utilizar o mesmo revestimento em paredes e chão para efeito de amplitude do banheiro.

A resposta é simples e passa pela principal diferença entre eles: pisos são cerâmicas com maior resistência aos atritos, e por tanto, podem aguentar peso sobre elas. Por isso, na hora de escolher uma peça, ela trará a informação de seu PI – ou seja – qual sua resistência. Ou seja, pisos podem sim ser utilizados em paredes, porém revestimentos jamais devem ser utilizados no chão.

Revestimento e piso com porcelanato enferrujado

Exemplo de banheiro que utiliza o mesmo piso no chão e nas paredes

Porcelanato que imita ferrugem

O estilo industrial-vintage tomou conta da decoração nos últimos tempos, e com isso, alguns elementos que antes não eram nada decorativos entraram em cena. A textura do ferrugem, por exemplo, é uma delas.

E acredite, com a combinação certa, a textura de ferrugem traz sofisticação, e pode valorizar seu banheiro. Os porcelanatos que imitam a textura de ferrugem fazem o trabalho decorativo, além de serem fáceis de instalar e duráveis.

Os porcelanatos de aspecto enferrujado ajudam a entregar uma textura ao ambiente, e a combinação pode deixar ele com aspecto retro, moderno e ainda com um toque aconchegante.

Veja exemplos de banheiros com pisos e paredes revestidos com porcelanato que imita ferrugem:

Parede com revestimento de porcelanato que imita textura de ferrugem

Parede com revestimento de porcelanato que imita textura de ferrugem

Piso com aspecto enferrujado

Piso com aspecto enferrujado

Revestimento e piso com porcelanato enferrujado

Revestimento e piso com porcelanato enferrujado

Revestimento e piso com porcelanato imitando ferrugem

Revestimento e piso com porcelanato imitando ferrugem

Textura enferrujada na parede do banheiro

Textura enferrujada na parede do banheiro

Piso e e paredes de madeira no banheiro

Quem ama o aspecto natural da madeira, já pode ter cogitado utilizar mais desse material na decoração. Mas no imaginário de todos nós, se tem duas coisas que não combinam é madeira e água.

Muitas pessoas perguntam sobre a possibilidade do uso de madeiras em áreas mais úmidas – e podem se surpreender com a resposta. Pensem nos navios e caravelas antigos feitos em madeira e verá que a combinação não pode ser tão horrível assim.

No entanto, ao contrário de outros materiais, a madeira deve evitar sim ser lavada com água em excesso, como se faz com pisos frios, e requer mais manutenção. No entanto, algumas madeiras (mais duras e mais resistentes à ação da água) devidamente tratadas com vernizes e protetores podem funcionar muito bem no banheiro.

Veja as ideias e se surpreenda com muitos usos da madeira no banheiro:

Banheiro com piso e revestimento de madeira

Banheiro com piso e revestimento de madeira

Bancada, piso e forro de madeira no banheiro

Bancada, piso e forro de madeira no banheiro

Medo da umidade? Use madeira no lavabo

Medo da umidade? Use madeira no lavabo

Combine piso porcelanato com revestimento de madeira

Combine piso porcelanato com revestimento de madeira

Divida o piso reservando a área seca para madeira no banheiro

Divida o piso reservando a área seca para madeira no banheiro

Se joga: Neste banheiro a madeira ripada fica sobre o box e permite escoamento

Se joga: Neste banheiro a madeira ripada fica sobre o box e permite escoamento

Como fazer a paginação de pisos e azulejos

A paginação é a escolha da distribuição e colocação das peças na hora de se fazer assentamento dos revestimentos e pisos em um ambiente. Para fazer a instalação de um piso ou azulejar uma parede em seu banheiro, o primeiro passo é planejamento: saiba com precisão a área que deseja fazer o piso ou o revestimento, e determine a paginação – ou seja, a maneira como você irá distribuir o desenho entre as peças.

O tamanho e formato da área bem como o tamanho e o formato da peça cerâmica escolhida são fundamentais. Para áreas muito pequenas, por exemplo, não são recomendadas peças muito grandes, a partir de 60×60, pois podem implicar em muitos recortes que além de dificultar a instalação não criam efeito estético agradável.

Além disso, caberá a você (ou ao arquiteto ou quem for colocar seu piso) determinar o sentido das peças: se elas estarão paralelas com as paredes ou diagonais. As colocações diagonais costumam ficam mais bonitas, pois como o piso não segue a parede, fica mais difícil perceber os recortes das peças finais. No entanto, gastam mais material, pois exigem mais recortes e são mais complexas.

Em banheiros fora de esquadro, elas tem a vantagem de disfarçar as diferenças, já que os pisos instalados paralelos às paredes ressaltam problemas de alinhamento. Além disso, você deve escolher a direção de onde começará o trabalho: a partir do centro, deixando para recortar as peças na parede, ou a partir de uma parede – a decisão depende muito do espaço que terá maior evidência no ambiente.

Os desenhos ou mesmo a simples disposição dos pisos depende do projeto de paginação

Os desenhos ou mesmo a simples disposição dos pisos depende do projeto de paginação

Dica do Blog: Em lojas grandes de construção, há profissionais preparados para te ajudar a paginar seu ambiente, indicando as melhores peças e instruções para assentamento. Para tanto, é preciso chegar na loja com a planta do ambiente que deseja paginar.

 

Como escolher espaçadores para pisos e azulejos

Uma dúvida comum na hora de fazer a instalação do piso ou revestimento em um banheiro, é qual espaçador escolher. Os espaçadores de plástico são ótimos para quem quer o acabamento perfeito, pois garantem o alinhamento entre as peças sem dificuldade.

Espaçadores de cerâmica para piso e revestimento

Espaçadores de cerâmica para piso e revestimento

Essa peça objetiva auxiliar o assentamento, manter o alinhamento entre peças e permitir a dilatação das peças que absorvem água, de forma a evitar trincas e estufamento do piso.

Existem diversos tipos no mercado, e sua principal variação diz respeito ao tamanho das peças e à largura dos espaçadores – cada tipo de piso exige uma junta de dilatação diferente. A junta de dilatação mínima vem especificada na peça, e seu espaçador deve ser maior ou igual a essa largura – são encontrados espaçadores de 1mm até 10mm.

Depois de escolher o tamanho, você pode optar pelas peças convencionais – mais em conta – ou pelas peças transparentes. A segunda tem a vantagem de poder permanecer no piso ou parede, sendo cobertas e ficando invisíveis após a aplicação do rejunte.

Banheiros com pastilhas: idéias de decoração

As pastilha são coringas na decoração dos banheiros – de vários tamanhos, formas, texturas e materiais promovem efeitos bastante distintos na decoração de banheiros, além de oferecer uma ampla gama de cores a serem escolhidas.

As pastilhas podem ser usadas para revestir todas as paredes, incluindo as áreas molhdas dentro dos boxes, pois uma vez que estejam bem instaladas tem alta tolerância à água. Nem todas, porém, podem ser aplicadas no piso, pois podem não resistir facilmente ao tráfego sobre elas.

Veja alguns banheiros decorados com pastilhas:

Pastilha verde garante estilo ao banheiro

Pastilha verde garante estilo ao banheiro

Banheiro clean: pastilhas brancas no chão e paredes

Banheiro clean: pastilhas brancas no chão e paredes

Pastilhas dão toque de cor ao banheiro

Pastilhas dão toque de cor ao banheiro

As pastilhas pretas trazem sofisticação ao banheiro

As pastilhas pretas trazem sofisticação ao banheiro

Luxo: pastilha de vidro espelhadas no banheiro

Luxo: pastilha de vidro espelhadas no banheiro

Dica na hora de comprar pastilhas

Os preços das pastilhas também variam com a mesma proporção de tipos de pastilhas que podem ser encontradas. Fique atento na hora de comprar, algumas são vendidas por metro quadrado, mas o mais comum é que sejam vendidas em peças 20x20cm – que são quadrados “prontos” com as pastilhas que já preservam o espaçamento entre elas.

 

Como consertar pisos muito escorregadios

Como evitar piso escorregadio

Como evitar piso escorregadio

Na hora de escolher um piso ou porcelanato é importante notar seu potencial antiderrapante. Em áreas molhadas como boxes ou mesmo a área externa ao box do banheiro a escolha errada pode se tornar perigosa.

Pisos escorregadios podem causar acidentes graves, principalmente quando se tem crianças ou idosos em casa. O ideal, obviamente, é escolher com atenção na hora da compra, mas existe uma alternativa para quem quer tornar o piso do banheiro (ou mesmo da área externa) menos escorregadio.

Para minimizar o efeito escorregadio, você pode aplicar em seu piso uma cera de polietileno que cria uma porosidade maior na superfície, aumentando o atrito e minimizando o risco de queda. O produto também ajuda a proteger o piso de riscos e sujeiras.

Produto que torna o piso antiderrapante da marca Doctor Piso

Produto que torna o piso antiderrapante da marca Doctor Piso

O produto é de uso profissional, mas vendido para uso doméstico no Brasil pela Doctor Piso  sob o nome de “Acabamento acrílico ANTIDERRAPANTE HOME” e é indicado para  porcelanato natural, cerâmicas, pedras, ardósia, granilite, cotto/lajotas, cimentícios, paviflex e madeira. Evite, no entanto, o uso em porcelanatos sintéticos e/ou pisos esmaltados ou vitrificados.

 

Banheiros com pisos de ardósia

A ardósia é uma pedra natural, muito popular em alguns estados brasileiros, como Minas Gerais – durabilidade e preço são aspectos que torna a pedra bastante desejável. As pedras de ardósia são geralmente mais escuras, puxando para tons de cinza, verde e ferrugem – mais raramente são encontradas em tons avermelhados.

São extremamente duráveis e podem ter acabamento natural – mais fosco – ou polido, mais incomum mas também bastante bonito. Normalmente são mantidas com tratamento de ceras, que com o tempo pode necessitar de raspagem.

No entanto, não a subestimem: além da durabilidade já comentada, a ardósia é bastante impermeável e resistente a umidade. Porém, deve-se tomar cuidado dobrado nas áreas molhadas: por ser um pedra bastante lisa se torna muito escorregadio.

Veja como a ardósia pode funcionar bem revestindo seu piso:

Ardósias também pode vir em tons de ferrugem

Ardósias também pode vir em tons de ferrugem

Banheiro com piso, revestimento e bancada em ardósia

Banheiro com piso, revestimento e bancada em ardósia

Peças com tamanhos diferentes também valorizam a ardósia

Peças com tamanhos diferentes também valorizam a ardósia

Piso de ardósia com brilho

Piso de ardósia com brilho

Cerâmica de terracota: visual rústico e bonito no banheiro

Um dos materiais mais antigos que se usa na construção, a terracota é um material derivado da argila, cozida no forno. Em cor natural terrosa, um vermelho alaranjado, ela é utilizada para quem quer um visual mais rústicos para seus revestimentos.

Produzida a partir da queima da argila em cerca de 900 graus, em seu estado mais “rústico” não é recomendada para o uso em banheiros, isso porque ela tem pouca resistência mecânica e é muito porosa. É possível, no entanto, fazer um acabamento vitrificado que a torna impermeável. Apesar disso, não se deve confundir o aspecto com o tratamento vítreo: as cerâmicas tratadas podem apresentar aspecto brilhante ou fosco.

Por ser um produto ainda bastante artesanal as peças  podem apresentar diferença de cor e tamanho. Essa diferença é uma das responsáveis pelo aspecto rústico que deixa esse tipo de cerâmica tão charmoso quando utilizado.

Veja algumas bonitas opções de banheiros com revestimentos e pisos feitos com cerâmica terracota:

Com acabamento mais rústico, cerâmica terracota deixa clima provençal

Com acabamento mais rústico, cerâmica terracota deixa clima provençal

Mosaico de cerâmica terracota usa as diferenças para criar efeito no chão

Mosaico de cerâmica terracota usa as diferenças para criar efeito no chão

Piso do banheiro de cerâmica terracota

Piso do banheiro de cerâmica terracota

Revestimentos nas paredes também podem usar cerâmicas terracota

Revestimentos nas paredes também podem usar cerâmicas terracota

 

Veja mais posts:

1 2 3 4